22 de jul de 2011

Tempo mano velho...



Umas coisas nascem de outras, 
enroscam-se, 
desatam-se, 
confundem-se, 
perdem-se...
e o tempo vai andando sem se perder de si...

(Machado de Assis)

Nenhum comentário:

Postar um comentário