19 de fev de 2013

Use-se

"Use-se para progredir na vida. [...]
Encoste-se na sua própria experiência e intuição, honre sua história de vida, seu currículo, e se ele não for tão atraente, incremente-o. 
Use sua voz: marque entrevistas. 
Use sua simpatia: convença os outros. 
Use seus neurônios: pra todo o resto. 

E este coração acomodado aí no peito? Use-o, ora bolas. Não fique protegendo-se de frustrações só porque seu grande amor da adolescência não deu certo. Ou porque seu casamento até-que-a-morte-os-separe durou "apenas" 13 anos. 
Não enviuve de si mesmo, ninguém morreu. 

Use-se para conseguir uma passagem para a Patagônia, use-se para fazer amigos, use-se para evoluir. Use seus olhos para ler, chorar, reter cenas vistas e vividas – a memória e a emoção vêm muito do olho. 
Use os ouvidos para escutar boa música, estímulos e o silêncio mais completo. 
Use as pernas para pedalar, escalar, levantar da cama, ir aonde quiser. Seus dedos para pedir carona, escrever poemas, apontar distâncias. Sua boca pra sorrir, sua barriga para gerar filhos, seus seios para amamentar, seus braços para trabalhar, sua alma para preencher-se, seu cérebro para não morrer em vida.

Use-se. Se você não fizer, algum engraçadinho o fará."

Martha Medeiros


Nenhum comentário:

Postar um comentário